Maison YSL abre museu no Marrocos

Na capital Marrakesh, uma homenagem à vibrante cultura do país africano que tanto influenciou o trabalho do estilista francês.

Em uma época quando o debate sobre apropriação cultural na moda não existia (ainda bem!), o estilista francês Yves Saint Laurent desembarcava – e se encantava – para curtir férias no Marrocos. Era 1966 e o designer se deslumbrou de tal forma com a cultura vibrante do país africano que logo tratou de comprar uma casa para si na capital, Marrakesh. Agora, 51 anos depois, é a cidade que recebe de volta o reconhecimento por tê-lo inspirado tanto: um museu recheado de livros, desenhos, esboços e, claro, vestidos criados pelo estilista.

Vestidos assinados pelo estilista são as estrelas do acervo no Marrocos

O Musée YSL-Marrakech abriu as portas no final de outubro, com uma arquitetura singular. O prédio tem 4.000m2, salas de exposição, auditório, restaurante, livraria, biblioteca com mais de 6 mil títulos e um café no terraço. Pelo lado de fora, a fachada traz uma trama de tijolos vermelhos que remete a uma delicada renda. Já as curvas de seus muros externos têm o balanço e o corte ousado de seus vestidos.

A fachada traz trama de tijolos em referência aos tecidos de renda

O novo endereço cultural da cidade é próximo do Jardin Majorelle, a propriedade que pertenceu a Saint-Laurent (morto em 2008) e Pierre Bergé, em 1980. “Esta cidade o comoveu tanto (…) Parece perfeitamente natural, cinquenta anos depois, construir um museu dedicado ao seu trabalho, tão inspirado neste país”, disse, em nota, o próprio Bergé, magnata do mundo da moda na França.

Yves Saint Laurent em uma das muitas visitas ao Marrocos: influência direta no seu trabalho

O próprio estilista reconheceu a importância da cultura local em sua obra. “A ousadia que se vê no meu trabalho, devo a este país, às suas harmonias energéticas, às suas combinações audaciosas, ao fervor da sua criatividade”, declarou, ainda em vida.
Veja uma galeria de fotos do Musée YSL Marrakech em nossa página no Facebook. Clique aqui.

(Da Redação|SP)