Dolce&Gabbana investe alto no Natal em Londres

Marca italiana paga caro para decorar, com exclusividade, as 23 vitrines da loja de departamentos Harrod’s. Quanto? Cerca de US$ 9 milhões. (*)

Vendas de Natal sempre são cobiçadas por qualquer marca, seja de luxo ou não. É nesta época do ano que muitas das empresas garantem seus resultados financeiros de um ano inteiro, portanto, investir alto em estratégias para atrair consumidores e, claro, vender mais, faz parte do jogo. Mas o que dizer sobre pagar US$ 9 milhões para decorar vitrines?

Vitrines natalinas da Harrod’s, apresentadas no início do mês, em Londres

Esta foi a quantia estimada paga pela Dolce & Gabbana à Harrod’s, em Londres, para ter, com exclusividade, todas as 23 vitrines da loja de departamentos até o Natal. Além do espaço, a marca italiana também instalou um tipo de ‘mercado’ dentro da loja, apenas para vender uma coleção cápsula de produtos destinados ao período natalino.
A estratégia de se ‘comprar’ as vitrines das grandes lojas de departamentos globais vem ganhando força no mercado de luxo. No último verão no Hemisfério Norte, a Sak’s Fifth Avenue (NY) foi tomada pela marca Vetements. Em 2012, a Louis Vuitton já havia decorado as vitrines da Selfridge’s, na capital inglesa.
Para os executivos da D&G, apostar no visual merchandising de Natal em endereços tão visitados por turistas de todo o mundo, como a Harrod’s, expõe a marca não apenas a quem está em Londres. Segundo eles, a visibilidade será imensamente potencializada graças à maior ‘vitrine’ do mundo moderno: as redes sociais, tão apreciadas tanto por viajantes, quanto pelos consumidores.

(*) Com informações do Financial Times.

(Da Redação|SP)