Extravagante!

Jato privado? Megayacht? Que nada. A nova moda entre os ricos muito excêntricos é apostar em ‘brinquedos’ mais… pesados. (*)

Investir em excentricidades não chega a ser surpresa para quem tem muitos bilhões de dólares ou euros disponíveis na conta. Mas o que para alguns significa ter um jato executivo de última geração ou um superbarco de luxo para passear no final de semana, para outros a extravagância vai um pouco mais além.

Migado M7: o yacht-submarino austríaco disponível por cerca de US$ 2 bilhões

Que tal um submarino? É o que propõe a empresa austríaca Migaloo Private Submersible Yachts, que projetou o M7: um yacht-submarino de ultra-luxo. Com 928 pés, o M7 foi inspirado no U.S Navy Zumwalt, um navio destróier da marinha dos EUA. Quando na superfície, o M7 oferecerá um helipad, piscina, jacuzzi, decks, solarium. Por dentro, suítes, cinema privativo e todo tipo de conforto. Acionado o sistema de submersão e, voilá, o M7 poderá mergulhar a até 1.500 pés e atingir a velocidade de 20 knots.

 

Perspectiva do deck do submarino: piscina, jacuzzi, decks e muito mais

Submarinos privados projetados para o lazer não são uma novidade no mercado global, mas parecem estar voltando com força. Há três reconhecidas empresas no mundo – além da Migaloo –, na Holanda e na Flórida, que tem seus submersíveis oferecidos a quem quer algo além de um megayacht. E a questão preço não parece incomodar: dos modelos mais ‘simples’, a partir de US$ 20 milhões, ao mais imponente, caso do M7, por US$ 2 bilhões, há opções para todos os bolsos.

O “tanque civil”
Um pouco mais barato, na casa dos US$ 600 mil, e a brincadeira do final de semana no campo dos ultra-ricos pode ficar mais animada. Isso se a opção for o Ripsaw EV2, um veículo blindado sobre esteiras – sim, um tanque! –, desenvolvido pelos irmãos Michael e Geoff Howe, da empresa americana Howe&Howe Technologies.

Ripsaw: versão ‘light’ do tanque que tem entre os seus compradores o sheik de Dubai

Em sua versão original e mais belicosa, o Ripsaw já foi servir até ao exército americano, em 2001. Na configuração civil atual, o tanque alcança até 100km/h, pode transportar até quatro passageiros e contar com visão noturna. Atualmente, os clientes da companhia vêm majoritariamente do Oriente Médio, Ásia e EUA. O sheik Hamdan bin Mohammed Al Maktoum, de Dubai, por exemplo, comprou uma forta inteira destes tanques. E mandou entregar em casa.Investir em excentricidades não chega a ser surpresa para quem tem muitos bilhões de dólares ou euros disponíveis na conta. Mas o que para alguns significa ter um jato executivo de última geração ou um superbarco de luxo para passear no final de semana, para outros a extravagância vai um pouco mais além.

(*) Com informações de sites internacionais.

(Da Redação|SP)