Gigante do luxo planeja dominar mercado de vendas online

LVMH estaria preparando o lançamento de uma plataforma de vendas online exclusiva para as suas marcas. A notícia, ainda não confirmada, deve estremecer o comércio digital de marcas de luxo.

O maior grupo de marcas de luxo do mundo, o LVMH (Louis Vuitton Möet Henessy) – estaria preparando sua entrada triunfal no comércio digital: um e-commerce exclusivo para a venda dos produtos de suas 70 empresas. A notícia foi publicada em diversos sites de economia, mas não foi confirmada pela direção do conglomerado. Analistas e especialistas do segmento, no entanto, dão como certo o portal para ainda este semestre.

Bernard Arnault, CEO da LVMH: e-commerce a caminho?

Em 2016, todas as marcas do grupo movimentaram US$ 2,1 bilhões em vendas digitais , cerca de 5,3% do faturamento total. A nova plataforma venderia não apenas as labels LVMH, mas também aquelas apoiadas pelo CEO, Bernard Arnault.
Se confirmado, o e-commerce deverá abalar de forma significativa os negócios de outros portais que comercializam os produtos das marcas do grupo francês, caso do Farfetch e do Net-A-Porter. Atualmente, as 70 marcas que compõem a LVMH tem autonomia para decidirem sobre suas estratégias digitais.
O novo site será a primeira grande ‘obra’ de Ian Rogers, novo CDO (Chief Digital Officer) contratado da Apple pela LVMH em 2015 para liderar a revolução digital da empresa. Quem também estaria à frente do projeto seria Alexandre Bernault, filho de Bernard, e que comanda desde outubro passado a marca alemã Rimowa, adquirida pelo grupo.

(Da Redação|SP)